Colóquio_Economia Social: a riqueza da diversidade. Conceitos e Práticas

By | July 2, 2015

O Centro de Estudos Africanos da Universidade do Porto (CEAUP) e a ATES – Área Transversal de Economia Social da Universidade Católica Portuguesa (Porto) apresentam o Colóquio de encerramento do projeto Promover os Estudos e as Práticas de Economia Social e de Capital Social no Ensino Superior, denominado Economia Social: a riqueza da diversidade. Conceitos e Práticas.

O Colóquio decorrerá nos dias 10 e 11 de Setembro de 2015, no Auditório Carvalho Guerra da Universidade Católica Portuguesa (Porto), Pólo da Foz.

As inscrições estão abertas até ao dia 4 de setembro, através do preenchimento online da ficha de inscrição (aqui).

  1. Tema do colóquio

Economia Social: a riqueza da diversidade. Conceitos e Práticas.

  1. Enquadramento

A atual crise económica tornou mais visível a pluralidade de conceções e de práticas de economia, desde a economia social, à economia solidária, entre outras:

– mostrou a relevância das relações sociais no funcionamento da economia e os impactos que este tem nessas relações, dando, assim, matéria para o debate de ideias e de práticas sobre o papel que essa interacção deve ter no pensar e no agir económico;

– mostrou, também, o papel essencial da diversidade de organizações de economia social, bem como a capacidade de inovar e de empreender de quem pratica esse tipo de economia nas respostas aos problemas de exclusão social criados e agravados pelas formas de organização da atividade económica que predominam hoje, em dia.

Com poucas exceções que só confirmam a regra há muito por fazer no sentido de dar à economia social e solidária e às suas especificidades e pluralidades de sentidos a relevância que deveriam ter no ensino, na investigação e no agir em matéria económica:

– é preciso que o ensino superior considere outros modelos económicos, procurando também aqui ser o motor da construção de conhecimento e de aprendizagem da diversidade de conceitos e práticas de “outras economias”

– é preciso que as relações sociais seja devidamente tidas em conta na análise económica, bem como os impactos que sobre elas têm o modo como a economia funciona e é gerida, principalmente em termos de desigualdades e doutros problemas sociais;

– é preciso, também, que se dê a devida atenção nos conceitos e nas práticas à especificidade e relevância das muitas e variadas formas de economia social e solidária e à capacidade dos seus agentes de inovar e de empreender na procura de novas respostas aos problemas sociais.

Este colóquio é proposto como evento de encerramento do projeto europeu Promover os Estudos e as Práticas de Economia Social e de Capital Social no Ensino Superior, que envolveu as seguintes instituições: Universidade de York St. John, Reino Unido; Universidade San Antonio Abad del Cusco, Perú; Universidade Mayor de San Simon, CESU, Bolívia; Universidade de Mondragon, Espanha e o Centro de Estudos Africanos da Universidade do Porto.

A Universidade Católica Portuguesa (Porto), através da sua Área Transversal de Economia Social (ATES), foi uma das associadas do projeto, partilhando o seu conhecimento sobre a realidade portuguesa e sobre os conceitos debatidos ao longo da investigação.

O tema do colóquio, Economia Social: a riqueza da diversidade. Conceitos e Práticas surge da investigação realizada ao longo destes últimos três anos e da confirmação da diversidade de conceitos e práticas que se encontram nas diferentes áreas geográficas visitadas.

  1. Objetivos

O colóquio pretende ser um momento de partilha de experiências, de diferentes tipos de atores interessados na procura de exemplos reais que possam ilustrar essa diversidade de conceções de práticas de economia social e solidária nas três áreas geográficas do projeto, Europa, África e América Latina:

  1. Oferecer uma oportunidade de reflexão sobre conceitos e práticas diversas na economia social e solidária;
  2. Partilhar investigações, estudos e exemplos de boas práticas nestas matérias;
  3. Apresentar as principais aprendizagens do projeto, lançando o manual de Economia Social e Solidária, que pretende dar voz à opinião e experiência dos participantes na investigação.

Para mais informações consultar a página do Centro de Estudos Africanos da Universidade do Porto http://www.africanos.eu/ceaup/index.php?p=g&n=429.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *